Cenas de filmes desenhados com LUZ.

Podemos observar nesse filmes o exemplo de desenhos e formas feitas com LUZ que ilustram a minha coluna no jornal Aqui "escrever com a luz" (post logo acima).


O CARTEIRO E O POETA

AS PONTES DE MADISON

NÓS DUAS


Comentários

  1. Luciana, a cada nova postagem sua eu transcendo!
    Nessa coluna você me lembrou de dois fatos muito marcantes da minha vida. O primeiro quando eu me percebi personagem da alegoria da caverna de Platão na sociedade contemporânea, e questionei-me se o que eu conhecia era real (luz) ou apenas sombra dessa luz, e o outro em um retiro em que eu tentava buscar a razão para continuar a seguir a "carreira religiosa", e eu me encontrava a meditar no alto de uma colina, onde em sua base havia um pequeno lago artificial que refletia toda aquela beleza ao seu redor, era lindo os pássaros, as cores, as formas, até mesmo o som dos pássaros que ecoavam do lago. Após um dia inteiro (realmente 12 horas de meditação neste lugar), e uma noite maravilhosa de sono e sonhos inspirados por tão grande beleza retornei no dia seguinte para o mesmo lugar. Surpresa! Cade as cores? Cade as flores? os pássaros? nada mais estava lá, apenas um lago de águas escuras! E agora? Foi quando eu notei um detalhe muito importante que fazia toda a diferença, o dia anterior estava quente, acolhedor, ensolarado, os rais do astro rei dominavam o dia, e naquele dia em que o lago nada refletia estava nebuloso, frio, não transmitia alegria, vida! E no meio da meditação eu gritei EUREKA!!! É isso! Eu sou o lago! Padre ou não, eu era o lago. Não importa ser religioso ou não, o que realmente importa é ser uma pessoa iluminada, que é capaz de refletir a vida a partir da usurpação da LUZ MAIOR. E eu perguntei, Denis qual é sua LUZ MAIOR? O que você está refletindo? E desde então em tenho buscado luzes como você Luciana que sempre apontam para a LUZ MAIOR que eu busco! Obrigado!

    PS. Desculpe-me pelo texto, isso deveria ser apenas um comentários [risos].

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Denis,

      obrigada pelos elogios e pelo carinho.
      este seu comentário texto está lindo... inspirador e revelador.
      sim, nós somos o lago, as cores que mostramos depende da luz, que recebemos ou refletimos mesmo sem receber.

      PS. só achei que comentaria no post da coluna e não nesse dos filmes de referência, mas tá valendo, rsrs.

      Excluir
    2. Oops! Comentei no lugar errado, foi mal!!! kkkkkk

      Excluir

Postar um comentário