Coluna Luciana no jornal Aqui - 08//NOVEMBRO/2012 - Livros em papel ou tablets?


Comentários

  1. Cara Luciana, obrigado por essa reflexão tão bacana! Realmente eu concordo com você em Gênero, número e grau que não existe nada melhor do que percorrer as secretas páginas de um bom livro e ser apresentado aos seus fabulosos e diversos ambientes. Quanto a estes ambientes, para você que viaja bastante e gosta de conhecer lugares interessantes, indico o sebo da quadra 102 norte em Brasília e a biblioteca da PUC-Minas do Coração Eucarístico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá meu caro Denis,
      quanto tempo não o via por aqui.
      obrigada pelos elogios, que bom que toquei num assunto interessante.
      não conheço suas indicações mas vou fazer questão de conhecer assim que der.
      grande abraço,
      Lu

      Excluir
  2. Ah, Lu! Uma outra coisa. Achei interessante você apontar que o "rádio possui características diversas da TV", se possível, gostaria que você discorresse um pouco mais sobre isso, pois eu lancei uma proposta para o produtor do meu programa de rádio de filmar os programas e lançar na rede fazendo uso das duas ferramentas da comunicação. Ele reprovou a minha proposta (rsrsrsrs) argumentando que o processo comunicativo de rádio e TV são distintos de forma que um não aceita "bem" o outro. E até citou argumentos de um tal conselho brasileiro de radiofusores. Me ajuda aí, por favor! (rsrsrsr)O que eu faço! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denis,

      que sugestão boa para a próxima coluna!
      posso lhe ajudar sem problemas, vamos combinar assim, me mande o material que tiver, o que precisa que eu escrevo uma nova coluna.
      que tal?
      grande abraço,
      Lu

      Excluir
  3. Luciana, cresci vendo minha mãe ler, apesar do pouco estudo que ela tem.
    E gosto muito de ler e ensinei minhas filhas a lerem também. Infelizmente, só 1 delas gosta de ler. No ano passado me inscrevi no site do Itau e os livros chegaram para meu neto que, na época, tinha 3 anos. Hoje ele tem 4 anos e minha filha se inscreveu também.
    E o bom exemplo vai passando de geração a geração.
    Quando ele dorme em minha casa, gosta que eu leia uma história para ele.
    Parabéns pela coluna.
    Cármen Lúcia

    ResponderExcluir

Postar um comentário